sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Polêmica BBB: playboy or playgirl?

Hei, queridos!
Gentem, vocês viram o que eu vi??? Quer dizer, ouviram ,neh, porque interesse algum eu tenho de ver... hahaha
Isso mesmo, estou falando da bombástica eu dramática notícia do ensaio nu da transexual Ariadna, para a playboy do mês de março.
Todo ano é isso: as moçoilas ficam por lá se exibindo na piscina e quando saem da casa, pronto: Lá está uma "gostosona photoshopada" estampando as páginas da playboy! hahaha O engraçado é que, o ensaio nu faz a cabeça de muitas mulheres lá dentro, a exemplo da edição passada, que a as participantes do reality já falavam do tema que queriam as fotos, mas ao saírem ficam naquela de: " não há nenhuma especulação da revista", " eu não sei ainda se vai rolar"  e o pior: " só fiz porque o dinheiro foi bom" ... aaaaah, me poupe! Pousar nua parece que já é cláusula do contrato do reality...
Mas esta edição teve um diferencial: a transexual Ariadna. E, aqui pra nós, parece que o sonho dela é mais intenso que o das outras neh? Pode até parecer exibicionismo, mas para ela, ao meu ver, é mais uma forma de libertação...
Ariadna nasceu Tiago, e assim viveu por muitos anos até "enxergar" em si uma Thalia (nome aliás adotado da cantora e atriz : Ariadna Thalia. Deve ter se inspirado nas sonhadoras personagens de novela mexicanas neh?)
O mais "legal" dessa história toda, ainda segundo ao meu ver, é que pela primeira vez, o nu artístico, passa de mera forma de ganhar a vida para uma ação digamos humanitária. podem me apedrejar! Isto porque, embora afirme-se já "muito bem resolvida" e é notório em suas atitudes (diante da mídia), Ariadna foi (leia-se é!) vítima de preconceito ainda.
Não estou e nem  quero fazer julgamento de valor. Não cabe a mim dizer se adotar por mudança de sexo é certo ou errado.Mas quero sim salientar que esta atitude ,mesmo tendo eles agido com estratégia de marketing, pois sabem que é algo que vem mechido com o imaginário de muitos, estou quebrando barreiras do preconceito e esta sim é uma grande vitória.

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Recente, porém passado...

Sol?
Sombra??
Água fresca???


Pois é, pessoal, o que é bom dura pouco neeh? 
E aqui estou eu, desolada e dramática, anunciando que a partir de hoje, minhas férias acabam... Bom, as aulas na faculdade ainda não começaram, mas estou voltando ao trabalho.
Assim, não tenho problema nenhum em relação a isso, confesso que passar muito tempo sem trabalhar dá até tédio podem apedrejar! Mas a gente sempre fica com gostinho de quero mais das férias neeh?
Então, trabalho somente  um turno, por enquanto, e é bem verdade que, muitas escolas (públicas, que é a rede em q trabalho), estão se organizando ainda; mas, desde já tenho que ir eu também organizando minha vida neh?
Não abandonarei vocês, e espero que não me abandonem olha o drama de novo?! Mas nem sempre dará pra ter notícias fresquinhas bombando, ok?!

Ahhh... não esqueçam: vcs podem sempre fazer sugestões de post,viu? É só enviar e-mail para: dequasetd@hotmail.com
O espaço é de vocês!

 

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Oh, Insensato Coração!

Hei gente, eu havia comentado que tava doida pra ver a abertura da novela Insensato Coração, lembram?
Pois eh...
Mas, não é o início que tem me chamado  atenção e sim os intervalos. Vocês já pararam para ouvir a música que toca nos intervalos? São embalados nada mais, nada menos, por: " Que país é esse? " , de Legião Urbana (instrumental); aí, eu fiquei lembrando do desenrolar da história e da letra da música. Não é que " casam" direitinho?!
Aha! Ótima tacada!!!
A trama é, ao mesmo tempo ficticiosa e realista; isto porque, é possível tanto ver  personagens que são típicos heróis e mocinhas sonhadoras,oi Pedro e Marina, bem como batalhadores, com personalidades fortes, ambiciosos e capazes de fazer de tudo para alcançarem o que desejam. Um prato cheio para análise comportamental, mesmo não sendo esta sua real pretensão.(Claro, segundo minha humilde opinião enquanto crítica novelística, que não é das mais conceituadas, mas muito bem refletida.)
Poderia ser só mais uma novela abordando temas atuais, mas o que me chama a atenção é a sutileza como essa abordagem é feita. E, ao meu ver, há dois persongens que mesmo em seus opostos, ou justamente por isso, poderiam facilmente transmitirem sozinhos toda  a mensagem da trama: ambição, heroísmo, luta, cinismo, inocência e impunidade, que tanto assolam nosso dia a dia: Léo (Gabriel Braga Nunes) e Norma (Glória Pires)

# senta que lá vem história!

Para  os que não acompanham, Norma é uma típica mulher pacata e desiludida com o amor. Víuva, nunca se sentiu realizada  no casamento.
Enfermeira, após a morte do marido, trabalhou muito tempo em um hospital, onde conhecera Dalva, sua única " amiga", indo trabalhar depois como acompanhante de um velho rabugento, que além de tratá-la mal, desconfia até da própria sombra. Sua desconfiança faz com que mantenha guardado em casa uma alta quantia em dólar.
Léo, é um dos filhos do casal Raul e Wanda e irmão de Pedro, o heroi da história. Nunca foi bem sucedido profissionalmente. Trabalha no escritório do pai e volta e meia abre um rombo no orçamento da família, com seus negócios que nunca dão certo.
Léo é ambicioso e para investir em um desses seus negócios, precisa de muito dinheiro que não tem. Certa vez, estando no mesmo hospital que Norma estava com o patrão dela, ouviu o velho falar sobre os dólares  e tratou logo de se aproximar da moça, para isso, fingiu se chamar Armando, passando mais tarde a se envolver com ela.
Norma só não sabia é que ele estava "armando" para ela. Fez a moça acreditar que estava apaixonado e que viveria enfim um grande amor, conseguiu acesso a casa, encontrou o dinheiro do velho que morrera de susto, e a deixou na cadeia, sem pistas se quer de que ele existe.

Sabem, esta trama me deixou numa reflexão meio paradoxal. Sim porque, ao mesmo tempo em que me recuso a acreditar que, ainda hoje, existam pessoas tão inocentes quanto a Norma, penso que, tal recusa me faria desacreditar também na bondade humana. E aí, como viver?
O que se tornou esse mundo que me faz sentir medo de uma pessoa mal trajada na rua, enquanto tudo o que ela quer é a informação de que ônibus pegar para se dirigir ao hospital público, onde foi preciso esperar um mês pela consulta?

video

Qual será a esperança que me fará prosseguir?
Que país é este, meu Deus?!

Especial 89 anos da SAM - Semana de Arte Moderna - parte III


Estamos de volta hoje, excepcionalmente, com o último episódio do Especial SAM- Semana de Arte Moderna.
Sorry, queridos! Este post deveria ter ido ao ar dia 17, quinta-feira, mas precisei me desligar um pouquinho, pois faria uma seleção importante pra um estágio no dia 18, sexta- feira, e precisava me concentrar. Seleção feita, e... vamos ao post?!
Hoje vamos falar sobre a revolução da arte no âmbito da música:

Entre pinturas, manifestos e poemas,  a Semana de Arte Moderna merecia uma trilha sonora à altura: alegre, ousada e irreverente. Os músicos ali presentes que partilhavam da ideia e desejo de renovação de arte, deixavam ali sua contribuição.
A primeira noite foi encerrada com recital musical comandado pelo maestro Ernani Braga, enquanto a marca da segunda noite do evento era a pianista Guiomar Novaes; mas, quem abriu as portas à revolução foi mesmo o nosso Heitor Villa- Lobos, ao se apresentar no Teatro Municipal apoiado em um guarda-chuva e calçando chinelos.
Em seus concertos, Villa-Lobos sempre procurava romper com as harmônicas tradicionais e, sua música era uma mistura romântica com um toque moderno, mesclando assim o erudito e o popular.Algumas dessas obras podem ser ouvidas no site do Museu Villa -Lobos.
O " querer fazer diferente" de Villa-Lobos nos rendeu maravilhosas composições. Nascera modernista, e assim morrera, tendo aberto espaço e dado inspiração para muito do que temos hoje...



" Sim, sou brasileiro. E bem brasileiro... Na minha música eu deixo cantar os rios e os mares deste grande Brasil. Eu não ponho mordaça na exuberância tropical de nossas florestas e dos nossos céus, que eu transponho instintivamente para tudo que escrevo. "
(Heitor Villa -Lobos)


E assim, queridos, encerramos o nosso especial em comemoração aos 89 anos da revolução da nossa arte. Espero que tenham gostado dos posts e que tenham ajudado vocês a entenderem um pouco mais deste "mundinho" que hoje, é de todos nós!

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Um dia, um adeus...

Fe.nô.me.no: n/ 1. derivado da palavra grega phainomenon = observável; 2. particluarmente algo especial (literalmente algo que pode ser visto)¹



E assim foi...
Ronaldo Luís Nazário de Lima, foi por muito tempo, Ronaldinho, apelido surgido na Copa do Mundo de 1994. Menino de infância pobre, apaixonado por futebol, começou a carreira no time São Cristóvão.
Com 14 anos, teve o passe comprado por Alexandre Martins e Reinaldo Pitta, passando mais tarde a jogar no Cruzeiro, embora tivesse tentado antes entrar no Flamengo. Disputou o campeonato sul americano pela seleção brasileira- sub 17, onde foi artilheiro com a marca de 08 gols.
Em 1993, estreou no futebol profissional, ainda pelo Cruzeiro, no Campeonato Brasileiro,despertou interesses internacionais se tornando artilheiro em muitas competições que disputava.
Surgiu a primeira lesão e uma "recuperação" rápida o levaria de volta aos campos. Em 1996, foi transferido pro Barcelona, da Espanha, alcançando uma marca  de dezessete gols em vinte partidas, o que o levou ao primeiro título de melhor jogador do mundo pela FIFA.
Nascia ali, "Él Fenómeno"!
Entre um campeonato e outro, gols! Muitos gols... e uma eleição. Sim, ele era em 1997, mais uma vez, o melhor jogador do mundo pela FIFA.
Mas os holofotes iriam aos poucos  se apagando e a primeira estrela que caiu foi a nossa, na final da Copa do Mundo de 1998, quando Ronaldo sofreu uma convulsão.Tempos depois e era o joelho a dar novamente sinal, tendo ele que ausentar-se dos gramados, voltando apenas no ano 2000.
De volta, jogou em outros times internacionais, sendo liberado para jogar pela seleção brasileira, quando convocado.
Como qualquer pessoa pública, não somente interessava o profissional, Fenômeno; muitos queriam conhecer também o Ronaldo homem, filho, esposo, pai... e conheceram: um casamento, um filho, um divórcio, outro casamento, outro divórcio, umas farras, "um golpe", um travesti, mais casamento, filha, filha e... filho? Sim, o mais novo herdeiro se chama  Alex, e foi a pouco reconhecido pelo Fenômeno.
Mas agora ele já está meio acima do peso, agora ele já se cansa mais rápido, agora ele não domina mais o seu corpo. E o número de partidas diminui, o número de gols diminui e é chegada a hora de parar...
Tristeza x Alegria
Alegria pelo que viveu, e tristeza por não poder viver mais...
Mas nós agradecemos;pelo que conquistou por amor à uma profissão, que para nós brasileiros, é grande paixão!
E é por tantas lágrimas de alegria que uma dia escorreram de nossos olhos, hoje algumas mais escorrem, agora de tristeza; mas satisfação: é preciso coragem e sabedoria para reconhecer que é chegada a hora de parar.


"obrigada a todos que estiveram com ele na alegria, na tristeza, na saúde e nas lesões."

fonte: google.

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Especial 89 anos da SAM- Semana de Arte Moderna -parte II


De volta com mais um capítulo do nosso especial sobre a Semana de Arte Moderna.
Como havia falado no post anterior, eu disse? a SAM  surgiu também da necessidade de se fazer uma arte que não fosse totalmente aos moldes europeus.
Desta forma, já se sabia que não seria uma tarefa fácil. E de fato, não foi.
A segunda noite do evento foi marcada por vaias, deboches e desdém. Enquanto Menotti Del Picchia falava sobre os objetivos do movimento, Mário de Andrade recitava Paulicéia Desvairada, uma coleção de poemas, com características peculiares que se enquadravam no real objetivo daquele movimento.
Este é sem dúvida um poemas "divisores de águas" na nossa literatura; isto porque, os poemas eram compostos em versos livres, apresentavam transgressões sintáticas e temas inusitados girando em torno do caos da cidade de São Paulo, "apelidada" de Paulicéia.
Outro que também não teve muito sucesso em suas declamações foi Manuel Bandeira, que, ao recitar o poema Os Sapos foi vaiado e por diversas vezes interrompido. (Tal poema foi também uma ironia ao modelo parnasiano de fazer poesia. )
Neste dia apresentaram-se ainda: Oswald de Andrade, Sérgio Milliet, Paulo Prada, entre outros.

Fiquemos com fragmentos de principais poemas da nossa revolução:


domingo, 13 de fevereiro de 2011

Especial 89 anos da SAM- Semana de Arte Moderna- parte I


Olá queridos!!!
Conforme prometido, começa hoje um especial em homenagem aos 89 anos da SAM- Semana de Arte Moderna.
Para os que ainda não sabem,  a Semana de Arte Moderna, foi O evento revolucionário para a Arte no Brasil; (Veja o motivo aqui! ) Aconteceu nos dias 13,15 e 17 de de fevereiro de 1922, no Teatro Municipal  em São Paulo. Mas, com certeza, este não foi um evento de uma semana só, ele foi O marco do que hoje se exprime como arte para nós.
A SAM representou uma renovação na linguagem, na forma de ver e pensar a arte, que antes era totalmente aos moldes portugueses, desprovido de qualquer característica nacional. Com ela veio uma nova forma de ver uma pintura, de ouvir e sentir um poema, uma música...isto com o intermédio de artistas consagrados no modernismo brasileiro como: Mário de Andrade, Oswald de Andrade, Plínio Salgado, Anita Malfatti, Tarsila do Amaral, Villa -Lobos , entre outros.
Vários fatores contribuíram para a realização da Semana de Arte Moderna. O principal porém, foi a chegada de Oswald de Andrade da Europa, totalmente encantado pelo movimento futurista de Marinetti¹ , que, assim como o Cubismo, Expressinismo e Dadaísmo, deram suporte para que a inovação da nossa arte, passasse do plano onírico dos artistas e pudesse ser também sentida por nós, pobres mortais.

E no especial de hoje, fiquemos com parte do que hoje é NOSSA arte: 




quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

É pra você, leitor!


Olá queridinhos!!!
Bem, quando eu pensei em fazer este blog, nunca imaginei que ele pudesse ser lido por outros, e ver a cada dia  o número de visitantes aumentando para mim é uma imensa alegria e , com certeza é uma motivação para que eu me esforce ainda mais para satisfazê-los.
Mas, vocês já pensaram em aparecer por aqui?
Sim??? Agora você pode!!!!
É que, quem me acompanha desde o comecinho deve lembrar de coisas que postei quanto ao meu interesse por arte de qualquer tipo, inclusive, cheguei a postar aqui sobre a Semana de Arte Moderna, que aconteceu entre  13 e 17 de fevereiro de 1922; e eis que hoje, exatos 89 anos depois, temos em decorrência disto  as mais belas formas de expressar a arte, e melhor: um espaço para todas.
E onde você entra nisso??? É simples!
Durante o período que corresponde a realização da Semana de Arte Moderna, nós aqui do De [quase] tudo um pouco... estaremos postando sobre arte e VOCÊ pode participar enviando fotos de exposições visitadas, músicas, vídeos, poemas, enfim, qualquer forma de manisfestação de arte.
Para isso, envie o material para o email: dequasetd@hotmail.com até o próximo dia 13/02 pela manhã(domingo), contendo seu nome, informações sobre o evento e dados do expositor, em caso de exposição, autoria da música ou vídeo e a sua maneira de ver tal arte.
Obs1. as músicas não precisam ser inéditas, mas se acaso quiserem, porque não? rsrs
Obs2. A seleção será feita pelo tipo de arte e não por julgamento de valor.
obs. Eu retornarei o e-mail para o selecionando avisando qual dia sua arte será exibida, lembrando que pode haver mais de uma exibição por post.

Então, é isso, usem a criatividade e estou esperando por vocês!!!!

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Não seja o DJ do Buzu!

Oi queridos!!!

Imaginem esta cena:

# senta que lá vem história!

06:00 hr - Bem no momento que você está se dando bem no sonho, ao longe ouvi-se um sinal: é o seu despertador dizendo que é hora de levantar e correr para não se atrasar pra aquela prova super difícil.
Você cai na água fria para despertar e se arruma o mais rápido que pode, já que da sua casa pra facul não é lá muito perto.
06:40 hr - Você corre para o ponto de ônibus e corre mesmo porque bem na hora em que você espera o sinal fechar, eis que surge, com 10 min de antecedência, aquele transporte que nunca passa no horário.
Enfim, consegue pegá-lo, visto que o motô já é seu velho conhecido e deu aquela paradinha básica...
1, 2, 3... 10 pessoas naquele cubículo de espaço entre a porta traseira e a borboleta, todas com o mesmo objetivo: tentar registrar a passagem.
Aêeeeee, você venceu!!! Conseguiu passar do "inferno" para o "purgatório", registrando a passagem e ficando espremido entre outras pessoas. Melhor do que nada, neeh?
Você olha no relógio, aproveitando uma breve parada do ônibus para pegar mais passageiros, afinal de contas, ele está mais do que lotado e suas mãos ainda encontram- se carregadas de livros para dar aquela última olhadinha antes da prova.
07:15 hr - Você não está nem na metade do caminho e já sabe: vai se atrasar  para a prova que começa às 07:30.
Entre buracos e suculavancos, uma alma caridosa que já segurara seus livros vai descer e deixar o lugarzinho vago. Você enfim, senta! aêeeeee, segunda vitória e o dia está apenas começando.
Você abre o livro naquela página que nem chegou a ler direito, devido a falta de tempo, claro... e quando começa a ler, ou tentar, tendo em vista que não consegue ler direito pelo balançar do ônibus, eis que uma melodia ecoa láaa do fundão mas parece que está ao seu lado, e ela não vem sozinha; uma voz a acompanha, ou duas, três, dependendo do estado de ânimo do pessoal... e cantam assim:

♪ ... vou não,
       quero não,
       posso não, minha mulher não deixa não... ♫

E você lê e reler o assunto tentando se concentrar, mas tudo o que escuta eh:
♪ ... vou não,
       quero não,
       posso não, minha mulher não deixa não... ♫

Ah, mas agora está tudo claro pra vc! Agora você já sabe que: x² + 1/3. cos (x) -log 2 =
♪ ... vou não,
       quero não,
       posso não, minha mulher não deixa não... ♫

Aff!!!
Muda o ritmo DJ!!!
Pessoal, isto foi só para nos aproximar ainda mais, se é possível da dura realidade dos ônibus afora, creio que não é só na minha terrinha...
É muito comum pessoas apertarem o botão de start do celular e acionarem sua playlist... até aí tudo bem.O detalhe é que parece que contrataram uma limosine de vidros blindados e desfilam por aí, ouvindo suas belas músicas; nada  contra as músicas, mas não podemos esquecer que ônibus é um local público, onde nem todo mundo partilha do mesmo gosto musical.
Por isso, está rolando pela net a campanha : Não seja o DJ do Buzu!
 

Vamos colaborar, pessoal! Lembrando sempre que o seu direito começa quando o do outro termina !
Então, aciona a playlist, mas com fone de ouvido!!!

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

O Retorno!



Hello queridos!!!
Eis que uma semana depois posso enfim dizer: estamos de volta!!! Well, voltamos com as postagens neeh porque eu estava aqui quase todos os dias...
Foram alguns dias de descanso no recôndito do meu lar, à base de pipoca, sorvetinho, biscoitinho, aaahh, e muito besteirol na TV tbm, com direito a mamãe em casa de férias! Cabe a você dizer se isso seria bom! Mas eu não esqueci de vocês e li religiosamente os jornais, bem como acompanhei os noticiários, só para comentar sobre os melhores babados as melhores notícias around the world!
Aproveitei esses dias também para dar uma "geral" : no pc, no quarto, na vida... ufa!!! Canseira... e ainda não acabou, só pra vocês terem ideia, a tal geral no quarto consistiu apenas em tirar do armário as roupas que já não me cabem (ou simplesmente que não me agradam mais, porque, posso falar? Muito difícil o detalhe do "não caber" rsrs), organizar beeeem por alto os papéis do último semestre (porque na verdade eu teria que abrir espaço para outros, tirando esses do meu quarto e levando pro de mammys, onde tem um lugarzinho reservado para eles; mas as aulas só começam em março mesmo... #tédio!!!)
E para vocês não acharem que sou exagerada com arrumação, resolvi mostrar a prova do crime, digo, da baguncinha que fica o quarto de vez em quando.



P.s: as fotos estão desfocadas e em escalas de cinza e sépia PROPOSITALMENTE! Eu não iria cometer o suicídio de colocar minha bagunça em foco, neeh? rsrs
E isso foi só na cama, me recuso mostrar os papéis espalhados pelo chão! hahaha (Mas eu estava separando por disciplina, juro!)
Então povo, por hora, é só!
Voltamos a qualquer instante!!!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...